Venda os produtos da sua farmácia na internet: veja como lucrar mais

25.08.20 14:01 Por Leila

A venda de remédios e perfumaria on-line está crescendo cada vez mais. Isso mostra uma grande oportunidade para você que tem uma farmácia, mas não tem site e quer vender na Internet.

A internet tem tomado cada vez mais espaço na vida do consumidor que quer fazer suas compras com mais comodidade. Além disso, devido ao cenário atual, não sair de casa tornou-se questão de segurança e preocupação com a própria saúde.


Por isso, a venda de remédios e demais produtos relacionados à saúde vendidos por farmácias, também aumentaram significativamente de volume durante a pandemia.


Devido a este novo cenário do isolamento social, as vendas por delivery e comércio eletrônico das farmácias já movimentaram 718,77 milhões entre os meses de janeiro e junho deste ano. O valor é 106,49% maior que o registrado no ano anterior, 2019.


Esse aumento nas vendas foi impulsionado, principalmente, pelos medicamentos genéricos e isentos de prescrição médica. Os dados são da Abrafarma - Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias.


Porém, o ramo de perfumaria e beleza também obteve um aumento significativo logo no início da pandemia. 


Entre os dias 24 de fevereiro até 18 de março de 2020, o aumento foi de 111% na categoria saúde, que inclui remédios e itens de farmácia, seguido por beleza e perfumaria, com alta de 83%. Os dados são da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em parceria com o movimento Compre&Confie.


Neste artigo, você verá: 

        

  • Vantagens de vender remédios on-line;

  • Melhor forma de vender remédios on-line;

  • Regulamentação para vender remédios on-line.



Vantagens de vender remédio on-line

Com o novo cenário mundial de isolamento, as vendas por e-commerce estão cada vez maiores e atraindo novos consumidores, inclusive no segmento da saúde e beleza.

Por isso, tendo em vista esses dados, é primordial que o varejo farmacêutico também garanta sua presença na internet, afinal é lá que o consumidor tende a buscar os medicamentos e demais produtos que deseja.

Com certeza a maior vantagem de estar na internet é estar ao alcance de milhões de consumidores que estão mudando seu comportamento de compra.


Confira os benefícios de ter a sua farmácia on-line:

  • Oportunidade de expandir suas ofertas para pessoas que estão fora da sua região;

  • Ganhar visibilidade para sua marca;

  • Ter uma vitrine on-line dos produtos;

  • Ser encontrada mais facilmente pelo consumidor;

  • Atrair e fidelizar clientes;

  • Divulgar ofertas em primeira mão;

  • Fortalecer as vendas na sua loja física.


As vendas feitas on-line também trazem muitos benefícios ao ponto físico, visto que ao visitar a loja para fazer a retirada de uma compra feita pelo site, o cliente pode comprar outros itens ou acabar retornando em um outro momento.


É importante ter em mente que o investimento para começar o site de uma farmácia on-line do zero, pode ser alto, pois você terá o investimento na criação da plataforma, manutenção, taxas para meios de pagamento, investimento em marketing digital, entre outros. 


Além disso, precisa ter um conhecimento na área de saúde e farmacêutica, para fazer tudo dentro das regulamentações do segmento.

Por isso, muitas vezes é recomendado que você comece vendendo em marketplaces, pois você precisa ter como foco apenas a venda, manutenção do estoque, entrega do produto e bom relacionamento com seu cliente.


O marketplace também é uma excelente forma de validar a sua ideia e também começar a aprender como vender pela Internet.


Melhor forma de vender remédios on-line 

Nesse sentido, a plataforma de vendas do Consulta Remédios é uma excelente opção para você que é lojista e deseja disponibilizar seus produtos na internet rapidamente e de forma prática, com baixo custo.

A grande vantagem é que para vender os produtos da sua farmácia na internet não é necessário investir em um site, algo que geraria um alto custo e tempo.
O Consulta Remédios é um marketplace completo e possui toda infraestrutura necessária para você vender seus produtos on-line.
Com um crescimento de 2.900% em menos de um ano (agosto de 2019 a junho de 2020), a plataforma recebe, desde maio, uma média de três farmácias cadastradas diariamente. 
Por isso, se você tem uma farmácia e quer aumentar seus lucros, precisa ir até onde seus clientes estão.
Dentre os diversos benefícios da parceria com o Consulta Remédios, estão:Plataforma com 25 milhões de visitantes únicos por mês;
  • Não precisa investir em uma plataforma de loja virtual;

  • Pagamento feito diretamente na sua conta corrente;

  • Campanhas de marketing feitas pelo CR para aumentar suas vendas;

  • Maior portal do Brasil em busca por medicamentos e 6° no mundo.

Dessa forma, você pode começar a vender alcançando milhões de usuários por meio do nosso marketplace, tendo uma vitrine on-line como essa:


Regulamentação para vender remédios on-line

Apesar do grande aumento da venda de medicamentos on-line, é preciso estar atento às diversas regras existentes nesse meio.

Existem algumas condições diferenciadas que devem ser seguidas, todas regulamentadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Dentre as várias regulamentações da Anvisa, a RDC 44/2009  é que dispõe, dentre outros pontos, sobre as boas práticas da comercialização de medicamentos e a prestação de serviços farmacêuticos.

O Consulta Remédios está adequado à todas as normas estabelecidas pela Anvisa e, para farmácias e drogarias ingressarem na plataforma, devem estar com toda a documentação necessária regular, como:

  • Número da Licença e Alvará Sanitário;

  • Farmacêutico responsável e CRF;

  • Certificado de AFE (Certificado de Autorização de Funcionamento);

  • Autorização Especial (AE).

Propaganda de medicamentos

É muito importante ler a Regulamentação da propaganda de medicamentos antes de colocar seu negócio em prática, para não correr o risco de infringir alguma lei.

De acordo com a RDC 44, citada acima, os remédios que só podem ser vendidos com prescrição médica, não devem ser usados como objeto para publicidade e propaganda, em qualquer página do site.

Além disso, quanto aos medicamentos que podem ser divulgados por não exigirem receita médica, também existem algumas regras, como não incluir frases de cunho publicitário e colocar a frase de advertência do remédio em destaque.

Estas são apenas algumas das normas regulamentadas pela Anvisa. Porém, ao fazer sua parceria com o Consulta Remédios todas esses pontos já estarão alinhados dentro da plataforma de vendas.



Venda no Consulta Remédios